Polícia fecha fábrica ilegal de lubrificantes, mas produto continua à venda

Alô, fiscalização, estamos de olho! No dia 9 de agosto, a polícia interditou uma fábrica clandestina de óleo lubrificante em Duque de Caxias, Rio de Janeiro. O produto, com CPNJ falso, era vendido e distribuído em Niterói (veja mais detalhes na reportagem). A fábrica foi fechada, mas o “falso” lubrificante continua sendo comercializado pela internet. O Movimento Combustível Legal está sempre atento, cobrando providências e lutando por um mercado honesto e que respeite o consumidor.